quinta-feira, junho 20, 2024
InícioTecnologia'Sol artificial' coreano produz recorde com plasma de 100 milhões de graus

‘Sol artificial’ coreano produz recorde com plasma de 100 milhões de graus

Recentemente, uma equipe de cientistas da Coreia do Sul conseguiu bater o recorde de produção de energia ao produzir uma bola de plasma com 100 milhões de graus por aproximadamente 50 segundos. Esse feito notável foi alcançado por meio do projeto da Pesquisa Avançada Supercondutora Tokamak da Coreia (KSTAR), que utiliza um dos reatores de fusão mais avançados do mundo, também conhecido como o “sol artificial coreano”.

O Avanço Tecnológico no KSTAR

Os cientistas explicam que os novos componentes inseridos no reator permitiram o recorde de temperatura; ele conseguiu permanecer ligado por quase 20 segundos a mais que o recorde anterior, totalizando 48 segundos de operação. Essa conquista mostra o avanço significativo em tecnologia de fusão nuclear e abre caminho para futuras pesquisas nesse campo.

O Potencial do KSTAR e a Pesquisa Futura

Os pesquisadores acreditam que os testes dos novos componentes do KSTAR abrirão portas para o Reator Termonuclear Experimental Internacional (ITER), que poderá se tornar o maior reator de fusão do mundo. Esse potencial de expansão e aprimoramento tecnológico são essenciais para o desenvolvimento sustentável de fontes de energia mais eficientes e limpas.

Desafios e Metas Futuras

Conforme o físico de plasma da Equipe de Pesquisa de Cenários de Alto Desempenho da KFE, Hyeon-seon Han, o objetivo final é a produção de um plasma com temperatura de 100 milhões de graus que permaneça ativo por mais de 300 segundos até meados de 2026. Isso representa um desafio significativo, mas também uma meta ambiciosa que impulsiona a pesquisa científica para novos patamares de realização.

Impacto das Atualizações Tecnológicas no KSTAR

A atualização do reator com desviadores de tungstênio foi um fator crucial para atingir o modo de alto confinamento (modo H) por cerca de 102 segundos. Essas melhorias tecnológicas são fundamentais para operações que envolvem altas temperaturas e demonstram o contínuo progresso na pesquisa de fusão nuclear.

Conclusão e Perspectivas Futuras

Em resumo, o recorde alcançado pelo KSTAR representa um marco importante na busca por fontes de energia mais eficientes e sustentáveis. O avanço tecnológico e as metas futuras destacam o compromisso contínuo da comunidade científica em impulsionar a inovação e enfrentar os desafios globais relacionados à energia. Com isso, o futuro da fusão nuclear e suas aplicações potenciais são áreas de grande interesse e expectativa.

Interaja Conosco

Você já teve a oportunidade de visitar um laboratório de fusão nuclear? Ou talvez tenha utilizado alguma tecnologia relacionada à pesquisa de energia? Compartilhe suas experiências e opiniões nos comentários abaixo!

Veja Mais

POPULARES