quinta-feira, junho 20, 2024
InícioSaúdeA misofonia pode ser mais comum do que se pensava; entenda

A misofonia pode ser mais comum do que se pensava; entenda

Misofonia, a intolerância a sons específicos, está se revelando mais prevalente do que se pensava. Um estudo recente do King’s College London descobriu que cerca de 18% da população do Reino Unido pode sofrer desse distúrbio neurológico, cujos gatilhos incluem sons como mastigar e respirar. Vamos explorar mais sobre essa condição e como ela afeta as pessoas.

Descobrindo os Sons Desencadeantes

O estudo publicado na revista PLOS ONE identificou uma variedade de sons que podem desencadear a misofonia, desde os mais óbvios, como mastigar e roncar, até sons cotidianos como respirar. Esses estímulos podem desencadear uma gama de reações, desde irritação leve até níveis de angústia que afetam o bem-estar.

Metodologia da Pesquisa e Resultados

x

A pesquisa envolveu 768 voluntários, com uma média de idade de 46,4 anos, dos quais apenas 13,6% estavam familiarizados com a misofonia antes do estudo. Os resultados revelaram uma prevalência de 18,4% de misofonia no Reino Unido. Além disso, mostrou-se que certos sons, como mastigar barulhentamente, eram particularmente irritantes para os entrevistados.

Diferença entre Misofonia e Irritação Comum

x

Uma das descobertas importantes foi a diferença na intensidade e na natureza das emoções experimentadas por pessoas com misofonia em comparação com aquelas que não têm o distúrbio. Enquanto ambos os grupos podem se incomodar com sons irritantes, na misofonia, esses sentimentos são mais fortes e acompanhados por emoções como raiva e pânico.

Impacto Psicológico da Misofonia

Os entrevistados com misofonia descreveram uma sensação de desamparo e impotência diante dos sons irritantes, levando a emoções como culpa, vergonha, ansiedade e isolamento social. Essa condição vai além da simples irritação, causando um impacto significativo na qualidade de vida das pessoas afetadas.

Você Já Lidou com a Misofonia?

Já teve experiências relacionadas à misofonia? Ou conhecidos que enfrentam esse desafio? Compartilhe suas opiniões e experiências nos comentários abaixo. Como essa condição afeta você ou aqueles ao seu redor?

Veja Mais

POPULARES