quinta-feira, junho 20, 2024
InícioNotíciasMarido descobre que esposa é homem após duas semanas de casamento

Marido descobre que esposa é homem após duas semanas de casamento

Um caso de crossdressing na Indonésia causou grande impacto quando um marido descobriu que sua esposa era, na verdade, um homem, duas semanas após o casamento. O jovem indonésio de 26 anos, identificado como AK, conheceu Adinda Kanza, também de 26 anos, via rede social. Após um ano de relacionamento online, o casal decidiu se casar, mas a revelação surpreendente mudou completamente a trajetória dessa união.

Desconfianças após o casamento

AK conheceu Adinda Kanza no Instagram, e o relacionamento floresceu ao longo de um ano. O casal parecia estar em sintonia e, em 12 de abril, oficializou a união. No entanto, após o casamento, Adinda começou a evitar a intimidade, alegando estar menstruada ou não se sentir bem. Isso despertou as suspeitas de AK, que começou a questionar o comportamento de sua esposa.

A tradição e o mistério

Durante o namoro, Adinda usava um niqab muçulmano tradicional que cobria todo o seu rosto. AK interpretou isso como um sinal de devoção religiosa, uma prática comum na Indonésia, o país com a maior população muçulmana do mundo. Após a cerimônia de casamento, realizada na casa de AK em Naringgul, na ilha de Java, Adinda continuou a usar o niqab, mesmo dentro de casa, e evitava interações com amigos e parentes de AK, alegando que não tinha família.

Investigação revela a verdade

Adinda era na verdade homem adepto do crossdressing — Foto: Reprodução

As suspeitas de AK aumentaram, levando-o a investigar o passado de Adinda. Ao rastrear o antigo endereço dela, AK descobriu que os pais de Adinda estavam vivos e bem. Foi então que veio a revelação: Adinda Kanza era, na verdade, ESH, um homem que começou a se vestir como mulher em 2020. Os pais de ESH não tinham conhecimento do relacionamento ou do casamento do filho.

Conclusão do caso de Crossdressing

Um policial local relatou que, pelas fotos do casamento, Adinda parecia exatamente como uma mulher, o que contribuiu para o engano de AK. ESH foi preso e confessou que sua intenção era se casar com AK para roubar os bens da família. Acusado de fraude, ESH pode enfrentar até quatro anos de prisão.

Lições do caso de Crossdressing na Indonésia

Este caso de crossdressing e fraude matrimonial destaca os riscos e desafios das relações iniciadas online e as complexidades envolvidas nas identidades de gênero. A história serve como um alerta para aqueles que se aventuram em relacionamentos virtuais, ressaltando a importância de conhecer profundamente o parceiro antes de assumir compromissos sérios como o casamento.

Veja Mais

POPULARES