segunda-feira, junho 17, 2024
InícioSaúdeComo mulheres podem diminuir o risco de insuficiência cardíaca?

Como mulheres podem diminuir o risco de insuficiência cardíaca?

O novo estudo publicado na JAMA Cardiology destaca a importância da atividade física na redução do risco de insuficiência cardíaca em mulheres. A pesquisa, que analisou quase 6 mil mulheres nos EUA, revelou que realizar 3,6 mil passos por dia a um ritmo normal está associado a um risco 26% menor de desenvolver essa condição.

Atividade Física e Risco Cardíaco

(Fonte: GettyImages)

O estudo da Women’s Health Initiative examinou especificamente a relação entre a atividade física medida pelo acelerômetro e o risco de insuficiência cardíaca. Os resultados mostraram que cada 70 minutos diários de atividades leves e cada 30 minutos de atividades moderadas a vigorosas estavam associados, respectivamente, a um risco 12% e 16% menor de desenvolver a doença.

Importância da Prevenção da Insuficiência Cardíaca

Os dados também destacaram que passar uma hora e meia em atividades sedentárias estava associado a um risco 17% maior de insuficiência cardíaca. Esses achados ressaltam a importância de manter um estilo de vida ativo para prevenir essa condição cardíaca.

Recomendações para Mulheres Idosas

Michael J. LaMonte, principal autor do estudo, enfatizou que acumular 3 mil passos por dia pode ser uma meta alcançável para mulheres idosas, promovendo um menor risco de insuficiência cardíaca. A pesquisa também revelou que atividades diárias leves, como autocuidado e tarefas domésticas, são benéficas nesse contexto.

Perspectivas Futuras e Incentivo à Atividade Física

(Fonte: GettyImages)

O estudo não apenas destaca a importância da atividade física na prevenção da insuficiência cardíaca em mulheres idosas, mas também sugere que metas mais realistas, como os 3 mil passos diários, podem trazer benefícios significativos. Isso é especialmente relevante quando comparado aos 10 mil passos frequentemente recomendados, tornando a adoção de um estilo de vida mais ativo mais acessível e eficaz.

Você já implementou alguma estratégia de atividade física regular em sua rotina diária para reduzir o risco de insuficiência cardíaca? Ou já se beneficiou das atividades leves e moderadas mencionadas no estudo? Compartilhe sua experiência nos comentários!

Veja Mais

POPULARES