quinta-feira, junho 20, 2024
InícioCuriosidadesObras de Artes famosas desaparecidas: mistérios da história da arte

Obras de Artes famosas desaparecidas: mistérios da história da arte

A expressão em destaque, “obras de artes“, evoca um mundo de beleza e significado. No entanto, o universo das artes também guarda histórias sombrias, como o desaparecimento de algumas obras de valor inestimável. Neste artigo, vamos explorar quatro desses mistérios que intrigam o mundo da arte até os dias de hoje.

1. Obra de arte: “Tempestade no mar da Galileia”, de Rembrandt: Um Roubo Monumental

(Fonte: Wikimedia Commons)

A “Tempestade no mar da Galileia”, de Rembrandt, desapareceu em um dos maiores roubos da história da arte. Em 1990, o Museu Isabella Stewart Gardner, em Boston, foi palco desse crime audacioso. Os ladrões, disfarçados de policiais, surpreenderam a equipe de segurança e fugiram com 13 obras, incluindo esta obra-prima de Rembrandt, datada de 1633. O FBI ofereceu uma recompensa de US$ 5 milhões, mas a pintura ainda não foi encontrada, alimentando teorias sobre seu destino nas sombras do mercado negro.

2. Obra de arte: “Flores de papoula”, de Vincent Van Gogh: História de Roubos e Mistérios

(Fonte: Wikimedia Commons)

As “Flores de Papoula”, pintadas por Van Gogh em 1887, têm sido alvo de roubo mais de uma vez. Transferida para o Museu Mohamed Khalil, no Cairo, após a morte do artista, a obra foi roubada em 1977 e novamente em 2010. Este último roubo expôs falhas alarmantes na segurança do museu. Com um valor estimado em US$ 50 milhões, a pintura permanece desaparecida, deixando o mundo da arte em suspense.

3. Obra de arte: “Natividade com São Francisco e São Lourenço”, de Caravaggio: Uma Relíquia Barroca Ausente

(Fonte: Wikimedia Commons)

A “Natividade com São Francisco e São Lourenço”, uma obra-prima de Caravaggio de 1609, foi roubada do Oratório de São Lourenço em Palermo, Sicília, em 1969. Seu valor de US$ 20 milhões e a beleza singular da representação de Jesus Cristo bebê tornaram este roubo um dos principais crimes artísticos já registrados. A especulação sobre seu paradeiro inclui até mesmo conexões com atividades criminosas, como o tráfico de drogas.

4. Obra de arte: “Francis Bacon”, de Lucian Freud: Amizade e Desaparecimento

(Fonte: Encarta Encyclopedia/Art Resource, NY/Tate Gallery/Flickr/Reprodução)

A amizade entre os artistas Francis Bacon e Lucian Freud é lendária na história da arte. Em 1952, Freud pintou um retrato de Bacon em uma tela de cobre. Após sua exposição em 1988, na Neue Nationalgalerie, em Berlim, a obra desapareceu. Mesmo com os esforços de Freud para sua recuperação, incluindo cartazes de “Procurado”, a pintura permanece como uma das obras desaparecidas mais significativas da história recente.

Esses desaparecimentos lançam luz sobre a vulnerabilidade das obras de arte diante do crime. O que você acha desses casos intrigantes? Deixe sua opinião nos comentários abaixo e compartilhe suas impressões sobre esse universo misterioso da arte desaparecida.

Veja Mais

POPULARES