quinta-feira, junho 20, 2024
InícioCuriosidadesVídeo: pessoas que foram demitidas por motivos inacreditáveis

Vídeo: pessoas que foram demitidas por motivos inacreditáveis

No ambiente de trabalho, tudo pode acontecer, desde momentos de produtividade até situações inesperadas. No entanto, algumas demissões parecem ultrapassar todos os limites da razão, tornando-se histórias quase inacreditáveis.

Professora demitida por fotos nas redes sociais

Nos Estados Unidos, uma professora da quarta série, Patrice Brown, de 36 anos, foi demitida após suas publicações em redes sociais gerarem controvérsia. Brown gostava de compartilhar fotos de seus looks, que incluíam calças justas e decotes. Apesar de suas postagens serem populares, a exposição de sua imagem causou descontentamento entre pais e colegas, levando a sua demissão. Patrice argumentou que suas roupas não afetavam sua capacidade de ensinar, mas a polêmica foi suficiente para que ela perdesse o emprego. Felizmente, logo depois, ela conseguiu outra posição no ensino primário.

Apresentador de TV demitido por incidente bizarro

Dudu Camargo, ex-apresentador do “Primeiro Impacto” do SBT, foi demitido após um incidente estranho no camarim. Camargo passou mal e não conseguiu chegar ao banheiro a tempo, utilizando uma toalha para limpar a sujeira, que foi escondida atrás de um micro-ondas. A situação foi descoberta pelos colegas, resultando em sua demissão. Dudu, que agora trabalha na TV Meio Norte, nega que este tenha sido o verdadeiro motivo de sua saída, acusando a mídia de espalhar fake news.

Veja o vídeo a seguir:

Garçonete demitida por receber alta gorjeta

Nos Estados Unidos, a garçonete Ryan Brandet foi demitida após receber uma gorjeta de US$ 4.000. Brandet servia um grupo empresarial quando o cliente, impressionado com o serviço, ofereceu a gorjeta generosa. No entanto, a política do restaurante não permitia que ela ficasse com o valor integral, o que levou a sua demissão. Após a repercussão, o cliente que deu a gorjeta iniciou uma campanha de arrecadação, conseguindo mais do que o dobro do valor original para ajudar Ryan.

Comissária de bordo demitida por curvas aparentes

Jaqueline Jataí, ex-comissária de bordo, foi demitida devido a sua aparência física. Durante um voo, sua chefe a repreendeu por seu uniforme estar justo devido ao seu quadril largo, o que atraiu atenção indesejada. Apesar de usar o uniforme correto, Jaqueline foi demitida, alegando que sua demissão foi injusta e baseada em preconceitos físicos.

Coordenador de RH demitido por vídeos ofensivos

Em Campo Grande, Mato Grosso do Sul, um coordenador de RH foi demitido após postar vídeos nas redes sociais ridicularizando candidatos a emprego. Ele debochava das informações dos currículos e incentivava a mentira nos mesmos. Após a viralização dos vídeos, a empresa Avante Energia decidiu demitir o coordenador, que se desculpou publicamente alegando problemas emocionais.

Funcionários do Burger King demitidos por nadar em caixa d’Água

Três funcionários de uma unidade do Burger King em São Paulo foram demitidos após serem flagrados nadando na caixa d’água do restaurante. Um morador filmou o incidente e, após a administração da rede tomar conhecimento, os envolvidos, incluindo o gerente da loja, foram desligados. O Burger King afirmou que o comportamento dos funcionários não estava de acordo com os padrões de higiene da empresa.

Diarista demitida por dançar com Neymar

Grazi Rodriguez, uma diarista que trabalhava em eventos, foi demitida após dançar com Neymar durante um show do cantor Thiaguinho. A empresa não permitia interação com famosos, e apesar de Grazi não ter conhecimento dessa política, foi demitida. Ela, no entanto, não se arrepende da experiência e ganhou popularidade nas redes sociais após o incidente.

Apresentadora Argentina causa polêmica com roupa transparente

Na Argentina, a apresentadora Romina Malaspina causou alvoroço ao apresentar um telejornal com uma roupa transparente. Embora tenha gerado debate, Romina não foi punida. Diferente foi o caso de Maria D., que foi mandada para casa por causa de seu figurino revelador.

Repórter demitido por paródia inapropriada

Dirceu Rocha Júnior, repórter da TV Tarobá, foi demitido após parodiar a música infantil “Cinco Patinhos” ao noticiar um crime violento. Sua atitude foi considerada desrespeitosa e resultou em sua demissão e denúncia ao conselho de ética dos jornalistas do Paraná.

Professora infantil demitida por vídeo polêmico

Fernanda Nunes, professora brasileira em Portugal, foi demitida após publicar um vídeo em que crianças faziam comentários polêmicos sobre o Brasil. As respostas sinceras das crianças viralizaram e geraram críticas, resultando na demissão de Fernanda, que se desculpou publicamente.

Essas histórias demonstram que as razões para demissões podem ser tão variadas quanto surpreendentes, refletindo tanto as normas sociais quanto as políticas internas das empresas.

Veja Mais

POPULARES